O Estigma da Espada

ace_of_spades_v_2_by_hooki

Considerações acerca do naipe de espadas, como fonte de stresses, confusão, agonia e sofrimento.

   A natureza mentalmente activa do naipe de espadas, associada à preocupação com o saber, com o conhecer, com a curiosidade, com a satisfação e calma da mente quando sacia a sede de saber, faz com que facilmente entre em desequilíbrio se não obtiver as respostas que procura.

   Ao analisarmos a progressão do naipe de espadas, vemos uma escalada na frustração logo a seguir ao 4, isto porque qualquer falha no alinhamento mental (5) é suficiente para que se perca a confiança na estrutura e no processo. Assim, em vez de um crescer de realização e felicidade, como acontece nos outros naipes, vemos um crescer de instabilidade e agonia. Porquê? Mais uma vez devido à natureza do próprio naipe… A mente concreta e racional, descarta qualquer possibilidade de resposta sem lógica. Para o naipe de espadas, é impossível entender algo apenas sentindo ou apenas acreditando, assim como não aceita o entendimento através dos sentidos porque eles são falíveis e as sensações podem variar de pessoa para pessoa, não existindo assim um padrão confiável. Aqui reside a agonia do naipe… não aceita que existam energias que não possa medir, analisar, quantificar. E essa não-aceitação do que foge à razão, desestabiliza. É, de facto, maravilhoso tudo o que o nosso cérebro faz. Não precisa que acreditemos nele para que continue a funcionar – e a funcionar bem! Crença e sentimento são outras paragens, coisas perfeitamente descartáveis para a mente racional e lógica… Quando a mente adoece, adoece por tanto se desgastar a tentar perceber e a tentar encontrar respostas. Uma racionalidade doente é de tal forma egoísta, arrogante e manipuladora, que inibe totalmente a manifestação de outras forças ou, pior ainda, faz com que vibrem no seu lado mais negro, como é o caso das depressões em que a pessoa se sente vazia, apática, sem objectivos e o próprio corpo se ressente, mesmo a nível dos sentidos( à pessoa depressiva tudo faz confusão, a luz, o ruído, não tem prazer no paladar, no toque nem no olfacto).

   As cartas de espadas só têm o seu aspecto positivo de maturidade e realização (do 6 ao 10), quando acompanhadas por cartas benéficas de copas ou paus. Se um jogo estiver rodeado por espadas… é mau sinal e tenta aconselhar-se ao consulente de que tem de se voltar um pouco para a parte emocional e criativa, obrigando a distrair a mente do seu processo destruidor.

2 Comments Add yours

  1. Hélder Conceição diz:

    Olá Sandra! Antes de mais obrigado pelo comentário, é sempre um grande prazer ler-vos 😉

    Espero não ter transmitido a ideia que existem naipes benéficos e naipes maléficos, todos eles simbolizam modalidades das vivências humanas e mais flagrantemente a forma como “lidamos” com as situações com que nos deparamos. Existem de facto alguns arcanos que retratam situações “menos boas”, como perdas, dramas, traumas, atitudes de soberba, exageros, etc. No entanto eles apenas, como disse, retratam as situações que um ser humano pode experimentar, quer seja em termos emocionais, de trabalho, dinheiro, bem como de comunicação ou razão e no campo das paixões, ambições, espiritualmente, etc… E todos esses arcanos são necessários. As cartas de 1 a 4 dos arcanos menores não representam necessariamente situações más, o que se passa é que a forma de lidar com as informações descritas em cada uma delas ainda é muito primária, infantil se quisermos. Por exemplo, com a carta do 2 de espadas, que é normalmente tida como uma carta de recusa às verdades, de contrariedade, de recusa à tomada de decisões e de recusa à acção, até de luta e defesa da própria razão, ela apenas apresenta uma forma “pouco madura” de lidar com a essência do conhecimento e do saber. Conhecer, saber, aprender depende totalmente da interacção com as ideias dos outros, com a carta do 2 de espadas não é que a pessoa não queira aprender ou saber, o que acontece é que a pessoa de foca somente naquilo em que acredita que sabe (podendo até não estar certa) e argumenta até ao conflito para que a sua ideia, a sua razão prevaleça. Muitas vezes esta carta é associada à Dialética Grega, a arte de Argumentar – Não interessa a verdade, interessa a forma como se defendem os pontos de vista, “ganhando” quem for mais convincente. E agora? Será que a arte de comunicar, de desmembrar as ideias e os argumentos dos outros é assim tão má?… Se assim, fosse, não haveria ciência, não haveria busca efectiva por verdades, não havendo oposição à ideia mais aceite, não haveria evolução. Este é apenas um exemplo, uma única carta que poderá ser tomada como “má” mas produz um efeito muito positivo. O facto de incentivarmos alguém para iniciar uma viagem, por exemplo, pela criatividade (paus) e pelo instinto (copas) porque está a “vibrar” mal em espadas (razão, conhecimento, intelecto, comunicação, interpretação, etc.) é apenas uma forma de a pessoa se libertar do carrasco que o pensamento analítico se pode tornar. Enviando alguém através de uma busca do que não pode ser interpretado, apenas sentido ou sonhado, ameniza substancialmente o cárcere da razão. Talvez por isso é que quando é diagnosticada depressão, o médico pode aconselhar o paciente para se distrair, para sair de casa, passear, falar com pessoas, se dedicar a algum passatempo criativo como música, dança, pintura, etc…

    Espero ter ajudado! Um grande abraço 😉

    Gostar

  2. Sandra Maria Carvalho Coelho diz:

    As cartas de espadas de 1 a 5 não são benéficas. Se num lançamento estiver carregado de espadas, aconselha-se o consulente a voltar-se para a criatividade e por questões emocionais.
    Só são benéficas a partir do 6 até ao 10 juntamente com o copas e paus.

    Gostar

Deixe um Comentário... Please! :)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s